12 de set de 2016

Como a sua casa vai começar a ficar inteligente?

(Fonte: http://www.curbed.com/)


Estamos à beira de uma explosão inédita em produtos para casa inteligente. A marcha rápida da tecnologia está produzindo tudo, desde abridores de garrafa conectados, às janelas e cortinas automatizadas, fechaduras sem chave, e câmeras de segurança que enviam uma mensagem quando alguém invade sua casa.

Estas tecnologias podem oferecer níveis sem precedentes de informação e automação. Mas, com tantos lugares potenciais para começar, é hora de ficar atento sobre a criação de uma casa inteligente que tenha a sua cara.

Comece procurando atender uma necessidade, não apenas um gadget mirabolantes

"Estudos mostram que os produtos para o lar inteligentes mais adotados são os que resolver necessidades reais", explicou de Canary Jon Troutman. "Muitas pessoas pensam em 'casa inteligente' como sinônimo luzes que se acendem em certas horas, persianas programadas para subir ou descer. Mas esse tipo de produto não são necessariamente os mais úteis ou significativos."

Ter  uma torradeira que atende um comando do twitter pode parecer uma incursão divertida na casa inteligente, mas o brilho dos produtos a base de novidade normalmente tem um breve desgaste. Em vez disso, identifique algo que vai agregar valor à sua casa imediatamente.

Linden Tibbets de IFTTT ecoou um sentimento similar: "O melhor ponto de partida é realmente pensar em um problema que você quer resolver, do tipo: eu tenho uma porta para a rua, mas ela está abaixo de três lances de escadas, e eu quero ser capaz de ver quem está lá em baixo. Então, ter uma campainha ligado à câmera conectada é uma coisa realmente útil. "

Considere a segurança, conforto e conveniência.


Nem sempre é fácil de ver o status passado da sua casa mudando para as possibilidades da tecnologia disponível, mas pensar sobre suas necessidades em termos destas  três categorias principais é um bom ponto de partida. Quase todos os produtos da miríade existente no mercado se encaixa em um desses beneficios

A segurança está rapidamente se tornando o mais popular nicho de casa inteligente, em parte, porque o seu valor é bastante óbvio. "Todo mundo quer se sentir mais seguro", diz Tibbets.

Câmeras de segurança conectadas podem enviar alertas personalizados quando vêem pessoas em torno de seu espaço. Você também pode usa-las para criar integrações legais como acender uma luz da varanda quando uma câmera detecta alguém em seu quintal durante a noite. Também no espaço de segurança são produtos conectados como um detector de fumaça que manda mensagens de texto e um monitor para crianças pequenas que trabalha conectado.

O conforto é outro grande reino no espaço casa inteligente, com produtos que vão desde termostatos inteligentes  como persianas automatizadas. Produtos como estes podem ser programados para manter a temperatura estável em sua casa, enquanto cortam custos de energia através da otimização controles para os seus hábitos.

Do lado do conforto estão produtos como um monitor de ar e cobertores tipo Sleep Number C2 que rastreiam dados relacionados ao conforto e enviam alertas para ajudar os usuários a respirar e dormir melhor.

"O melhor lugar para a casa inteligente é realmente pensar em um problema que você quer resolver."

Depois, há os produtos de mera conveniência. Troutman disse-nos que os falantes Sonos são "fáceis de usar e a melhor maneira de obter música por Wi-Fi." Vários de nossos especialistas mencionaram que as lâmpadas conectadas, como a linha Philips Hue ou Lifx são um ótimo lugar para o novato  começar. A tecnologia permite que você controle de iluminação de cor e intensidade a partir do seu smartphone, e experimentar uma única lâmpada é um investimento relativamente pequeno e simples. Fechaduras sem chave e alertas ligados a empresas de monitoramento também são extremamente convenientes e oferecem um valor prático.

O assistente Alexa da Amazon introduziu alguns conceitos diferentes. "Eu sou uma espécie de louco e tenho mais de 200 dispositivos em minha casa controldos por Alexa", admitiu Kindel da Amazon. "Por um longo tempo, ter uma casa inteligente significava que você tinha para desbloquear o telefone, abrir um aplicativo, e pressionar um botão dentro desse app apenas para acender uma luz - aesta altura você poderia muito bem ter levantado do sofá e apagado a luz por si mesmo. Com a introdução do Alexa e seu comando de voz para a casa inteligente, isso mudou. Agora você pode simplesmente pedir Alexa para ligar as luzes, desligar o termostato, trancar a porta, ou ligar os aspersores. "

Enquanto as capacidades do dispositivo ainda estão amadurecendo, a própria Nest ecoou vários dos outros quando afirmaram: "A voz é a próxima interface de grande impacto, e eu acho que a Amazon Eco é um produto fantástico." Mas se você não for um grande fã da Amazon, o Google Home é uma alternativa ativada por voz e a Apple também está trabalhando para construir um produto competitivo.

Se tudo isso falhar, é só esperar

"Tecnologia de casa inteligente é uma daquelas coisas que vai ser inevitável", diz Tibbets. "Cada vez mais as coisas em nossas casas terão conexão própria."

Em apenas alguns anos, qualquer produto que compramos vai atuar automaticamente e em conexão com a nuvem sua e d seus outros dispositivos. Vai ser padrão para a sua máquina enviar um e-mail quando está fazendo a limpeza, ou para o controle de temperatura do seu apartamento, ajustando automaticamente quando você está em férias.

Então, se o seu primeiro par de produtos de casa inteligente não atender completamente a sua necessidades, será apenas uma questão de tempo até que isto mude, como aconteceu com seu telefone de gancho, que se tornou uma coisa do passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie seu comentário